Existem mais de 546 mil motoristas de aplicativos em SP, revela Marlon Luz, vice-presidente da CPI dos APPs

Existem mais de 546 mil motoristas de aplicativos em SP, revela Marlon Luz, vice-presidente da CPI dos APPs

A cidade de São Paulo tem mais de 546 mil motoristas cadastrados por aplicativos, que fazem 25 milhões de viagens por mês, revelou ontem (dia 19), o vereador Marlon Luz, vice-presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Aplicativos durante a segunda reunião realizada nesta terça-feira (19).

A CPI visa apurar irregularidades nos aplicativos que circulam na cidade. Os parlamentares consideram que haja uma espécie de caixa preta no setor, com problemas que vão de sonegação fiscal a atuação irregular de empresas.

A comissão ouviu nesta terça o secretário-executivo do CMUV (Comitê Municipal de Uso do Viário), Felipe Pereira.

Durante a comissão, o vereador Marlon Luz , vice-presidente da comissão, citou dados informados pelo governo municipal que mostram que há mais de 546 mil motoristas de aplicativos cadastrados na capital.

Segundo documentos apresentados pelo vereador, 25 milhões de viagens foram feitas em julho deste ano por esses aplicativos de transporte.

Em 2020, essas empresas pagaram R$ 151 milhões em taxas à gestão da capital paulista, segundo Felipe Pereira, da CMUV. Os valores são pagos à prefeitura como uma contrapartida pelo uso do viário da cidade.

Ao menos uma empresa não consta entre as credenciadas pela prefeitura: a inDriver, que segundo Marlon Luz, é uma empresa russa que não consta credenciada na cidade.

Marlon Luz citou caso de motorista que teria sido multado em R$ 5.000 por rodar na cidade usando aplicativo da empresa não credenciada. “Ela opera sem o cadastro, não paga taxa, não informa o município sobre o uso do viário, não sabemos se ela valida o cadastro dos motoristas”, diz o parlamentar.

Marlon Luz também questionou o membro do CMUV sobre diversas irregularidades e lacunas relativas ao controle das empresas na cidade, como motoristas com ficha criminal, carros e condutores não cadastrados.

“O que me chamou a atenção foi como as regras feitas para o CMUV deixam margem para que tenham a sonegação de taxas dos aplicativos”, finalizou o vereador Marlon Luz.

Leia também
NOTÍCIAS DO DIA

FRASE DO DIAO importante não é vencer todos os dias, mas lutar sempre. DATAS COMEMORATIVAS🙏 Dia de Doar Previsão do Read more

APROVADA CRIAÇÃO DA COMISSÃO DE ESTUDOS SOBRE SMART CITY

Na Sessão Plenária desta quinta-feira (21/10), a Câmara Municipal de São Paulo aprovou a criação de uma nova Comissão Especial Read more

PROJETO INCENTIVA CARROS ADAPTADOS COM GNV EM SP

O vereador Marlon Luz, protocolou na Câmara Municipal de São Paulo, o Projeto de Lei 680/21 que obriga a devolução Read more

Rio Claro sanciona Lei que dá DIREITO de DEFESA dos MOTORISTAS de App´s em casos de BANIMENTO

Mais uma cidade do estado de São Paulo aderiu ao Projeto de Lei que dá DIREITO de DEFESA aos MOTORISTAS Read more

besseler

Deixe uma resposta