Comissão de Smart Cities discute desenvolvimento sustentável e plano tecnológico

Comissão de Smart Cities discute desenvolvimento sustentável e plano tecnológico

Na última segunda-feira (11), aconteceu mais uma reunião da Comissão de Estudos de Smart Cities para a Criação de um Plano de Cidade Inteligente para o município de São Paulo, presidida pelo Vereador Marlon Luz, na Câmara Municipal. 

A comissão contou com a presença de Malu Molina, coordenadora da Virada ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da Prefeitura de São Paulo. Ela apresentou detalhes da Agenda ODS, que tem a finalidade de ampliar a conscientização e o engajamento para cumprir as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável para 2030. 

Além disso, explicou que a Agenda foi assinada por mais de 192 países, e que tem como objetivo acabar com problemas ecológicos em detrimento de planos de desenvolvimento urbano. Malu destacou também os seis eixos prioritários da Virada ODS – Comunicação, Inovação e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico, Justiça, Educação e Cultura – afirmando que o foco deve ser a construção de uma cidade mais tecnológica e desenvolvida. Ela lembra, porém, que esse avanço deve ser feito sem colocar em risco o planeta em que vivemos. 

A Comissão também ouviu o fundador da Smart Sky, Chase Olson. A empresa tem como foco a transformação digital, buscando soluções inovadoras com o intuito de trazer benefícios para a população. O norte-americano empreende no Brasil desde 2012 e afirmou ser essencial o uso da tecnologia como ferramenta para garantir o crescimento de uma cidade. 

“São muitos benefícios, como, por exemplo, na área de segurança do cidadão e na eficiência da gestão, mantendo as arrecadações e toda a parte financeira fiéis àquilo que está acontecendo de verdade”, disse Olson.

Chase disse considerar interessante o uso de ferramentas de natureza 3D para o mapeamento de cidades grandes como São Paulo, com a disponibilização de informações em tempo real, que tornam as projeções mais realistas e eficazes. 

No final da reunião, o Vereador Marlon Luz, fez as últimas considerações acerca do conteúdo exposto pelos convidados, concluindo que “smart city não é só sobre tecnologia, e sim também sobre sustentabilidade” e que, em relação ao mapeamento digital proposto por Chase,  “… a gente consegue digitalmente trabalhar mais facilmente as mudanças que podem ser feitas no município. É uma tecnologia realmente surpreendente”.

Para acompanhar outras reuniões da Comissão de Estudos para a Criação de um Plano de Cidade Inteligente (Smart City), é só acessar o canal oficial da Câmara Municipal de São Paulo no Youtube: (https://www.youtube.com/c/C%C3%A2maraMunicipaldeS%C3%A3oPaulo).

Leia também
É aprovado o relatório final da Comissão de Estudos para Plano de Cidade Inteligente
Vereador em votação do relatório para Smart Cities

Foi votado e aprovado, nesta segunda-feira (23), o relatório final da Comissão de Estudos para Plano de Cidade Inteligente.

Alta tecnologia e aspecto social são discutidos em última reunião da Comissão Smart Cities

Vereadores agendam votação do relatório final para 23 de maio.

Soluções tecnológicas e conectividade são os principais pontos tratados na Comissão de Smart Cities

Na tarde da última segunda-feira, aconteceu na Câmara Municipal de São Paulo a penúltima Comissão de Estudos para a Criação Read more

Comissão de Smart Cities discute engajamento civil e ferramentas tecnológicas para medidas eficientes

A última reunião da Comissão de Estudos para a Criação de um Plano de Cidade Inteligente (Smart City), de segunda-feira Read more

Maria Fernanda

Deixe uma resposta